Cantinho da Poesia do Leitor.

  • fevereiro, 2017. Cantinho da poesia

    DIAS MELHORES Tudo novo de novo. Não creio, nada de novo há. Há ano velho […]

  • dezembro, 2016. Cantinho da poesia

    VENCEDOR Quando ele tombou no campo de batalha, Senti um misto de inveja, vergonha e […]

  • novembro, 2016. Cantinho da poesia

    BARREIRAS Até aqui viajamos juntos. Passaram vilas e cidades, cachoeiras e rios, bosques e florestas… […]

  • outubro, 2016. Cantinho da poesia

    REALIDADE Pinga, micareta, pegando desconhecidos? Oh novidade, Você continua sozinho? Pequenos passatempos não preenchem grandes […]

  • setembro, 2016. Cantinho da poesia

    INVEJA Foi por inveja que a primeira família da qual se tem notícia foi parar […]

  • agosto, 2016. Cantinho da poesia

    ANTÍTESE Já sangrava em carne viva toda ferida aberta E rendida a pés e punhos […]

  • julho, 2016. Cantinho da poesia

    SÓ EU E VOCÊ Sim, só eu e você. Sem romance, sem nuance Só nós […]

  • outubro, 2015. Cantinho da poesia

    PASSOS PARA A VITÓRIA Em minha caminhada, aprendo a cada passo errado, evoluo com cada […]

  • setembro, 2015. Cantinho da poesia

    A TI DECLAMO UM POEMA Se muitos amores eu tivesse, Muitas vezes eu diria te […]

  • agosto, 2015. Cantinho da poesia

    DESENCANTO Cansei-me de agarrar no vazio chamas de um fogo que se extinguiu de chorar […]

  • julho, 2015. Cantinho da poesia

    SOLIDÃO, SOLTA POR AÍ Solidão, escondida por aí… Solidão é como massa de modelar, cabe […]

  • junho, 2015. Cantinho da poesia

    BEIJA-FLOR Um beija-flor no meu ouvido soprou Nesse mundo de Deus dará Vento bate, brisa […]

  • maio, 2015. Cantinho da poesia

    DOS MOMENTOS! Dos momentos extremos Dos tropeços pequenos Do mormaço que é viver Dos momentos […]

  • abril, 2015. Cantinho da poesia

    DOS MOMENTOS Dos momentos extremos Dos tropeços pequenos Do mormaço que é viver Dos momentos […]

  • março, 2015. Cantinho da poesia

    RECOMEÇO Bom é respirar antigos ares, ser livre por si só Compreender a cada dia […]

  • fevereiro, 2015. Cantinho da poesia

    PANCETTI No rasto dos pincéis partiram barcos cortando azul de mar e tinta a óleo, […]